Frustração, Decepção e a Paciência

12/05/2020

 

Frustração, Decepção e a Paciência

Frustração, Decepção e a Paciência

Frustração, Decepção e a Paciência

Todos os dias temos motivos para nos aborrecer, seja em uma fila enorme, um retorno de trabalho importante que não chega, por vezes as pessoas não fazem o que devem fazer, um telemarketing, e assim por diante. Como lidar com tudo isso?

Podemos ficar loucos, irritados, nos vitimizar ou até tentar forçar um resultado. São reações destrutivas que afastam os outros e provocam o que neles há de pior. Mas podemos escolher aprender a transformar a frustração com paciência. Paciência não significa passividade, nem resignação, e sim, poder. Como diz a autora Judith Orloff, em seu livro Liberdade Emocional: “ Tenha paciência com todas as coisas, mas paciência com você em primeiro lugar.”

Paciência é um empurrar, uma prática emocionalmente libertadora de esperar, observar e saber quando agir. A paciência criou má fama por motivos equivocados. Quando alguém aconselha “tenha paciência”, muita gente entende como algo que inibe, não razoável, um corte injusto de suas aspirações. Observe a paciência como uma forma de compaixão, de ressintonizar a intuição, um meio de recuperar o equilíbrio emocional em um mundo cheio de frustrações.

Frustração é o sentimento de agitação e intolerância acionado quando nossas necessidades não são atendidas. Está ligado a uma incapacidade de adiar a satisfação. Sempre buscamos resultados imediatos, e com a era digital isso aumentou. Passamos a ter baixa tolerância a frustração. Podemos observar isso nos relacionamentos, onde as pessoas tratam seus cônjuges e amigos como disponíveis e dispensáveis, em vez de dedicar o tempo necessário a lhes dar amor.

Com paciência você é capaz de retroagir e se reorganizar em vez de reagir agressiva ou apressadamente, dispensando alguém que lhe causou uma frustração. A frustração impede a liberdade emocional. Expressar a frustração com intuito de superá-la é saudável, mas somente numa posição não irritável, não hostil.

A decepção é uma forma de frustração que ocorre quando as expectativas não são atendidas. Lidar pacientemente com as decepções sem isso ser o fim do mundo, pode ser uma vitória emocional maior do que simplesmente ter seus desejos realizados. Todos nós perdemos às vezes, sejam casamentos, amizades, emprego. Mas o manejo dessas situações, o que aprendemos sobre esse estado impalpável de se sentir bem apesar de não obtermos o que queremos, aí está a diferença entre ser ou não ser emocionalmente livre.
O exercício da paciência diante de decepções ajuda a alcançar esse estado. A paciência é um estado ativo, uma escolha de se acalmar até que a intuição diga: Vai! Significa esperar a sua vez, sabendo que vai chegar. A intuição, inteligentemente comunica a paciência, transmite o momento de ter paciência e quando vale a pena esperar ou trabalhar para conseguir alguma coisa.

Para administrar a frustração comece por avaliar o papel que desempenha em sua vida nesse momento, e o quanto limita sua capacidade de ser feliz. Existem quatro frustrações comuns, que são:

1. As coisas estão demorando a acontecer: quando alguma coisa que você se dedicou muito e esperava que acontecesse logo não está vindo tão rapidamente quanto você gostaria. Uma técnica para ajudar é lhe fazer uma pergunta e esperar a resposta da sua intuição, ou mesmo, antes de dormir, mentalize essa pergunta e peça um sonho de orientação. Ao acordar, anote o sonho e observe se recebeu uma resposta.

2. Você não consegue o que quer: tente aceitar que as vezes você consegue o que quer, e outras não. Analise se nesse caso, o que você deseja realmente é o melhor para você nesse momento. Busque consolo na bondade e na compaixão, tenha amor por você.

3. A rejeição: de não ser aceito ou de ser descartado, pode ser a versão mais dolorosa de não obter o que se quer. As vezes a rejeição pode ser uma proteção divina, tenha paciência e utilize sua intuição para analisar se essa rejeição foi uma perda ou uma benção. Mas caso sua intuição mesmo assim continuar a dizer para tentar, não se deixe abater por uma rejeição.

4. A decepção com os outros: saiba que mais cedo ou mais tarde, você vai se decepcionar e decepcionar o outro. Em cada decepção, avalie o peso da mágoa. Se for algo muito sério procure ajuda, caso contrário converse com a pessoa que gerou essa decepção em você.

A frustração sempre fará parte da nossa vida, você só precisa aprender a lidar com ela. E o momento que estamos passando, com certeza, ela está muito presente. Aprenda com tudo que está acontecendo e aproveite para se tornar um ser humano melhor, com mais autoconhecimento e feliz!

Texto escrito por:
Cris Pasa
Desenvolvimento Humano
Liderança e Inteligência Emocional
Contato: (51) 99653.6397
Instagran: @cris_pasa
Linkedin: Cristine Pasa
Facebook: Encontro para Mudanças
 
Mais artigos Voltar ao topo

Associe-se

Preenche nosso formulário, associe-se e desfrute de todos os nossos benefícios

Contatos associados

Consulta SCPC

Currículos

Envie o seu currículo e aguarde uma oportunidade. Possuímos muitas empresas associadas, é a sua chance.

(51) 3637.2123 ou (51) 3637.2603

ACISFE - Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Feliz

© Copyright 2012 - Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por: